Marcas

Não doeu. Não senti aquele aperto no peito, o estomago dando nó, a tremedeira, vontade de vomitar. Te encontrei e ví que você não mudou. Continua com o mesmo jeito simples de ver a vida, o sorriso torto e a cicatriz no queixo.

Te ver, no oposto de Cazuza, foi tão bacana quanto a semana, o mês, o ano passado, e me fez ter certeza de que sempre serei apaixonada por você. Posso amar outras pessoas, mas meus olhos sempre brilham ao lembrar o que passou. O que passou, já foi. Mas o que ficou foi um carinho sem tamanho, que sempre vai fazer parte de mim.

Você é minha cicatriz no queixo.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s