Sem medo de ser teimosa

A determinação que me faltou nos últimos tempos resolveu aparecer de uma vez. Piso forte no chão onde um dia me deitei. Quem manda em meu destino sou eu. Me falta o medo, a vergonha na cara, mas assumo minhas limitações.
Acendo um cigarro e observo as luzes a minha volta.
Se antes tinha o anseio de partir, agora minha vontade é ficar. Aproveitar cada trago, momento, centímetro.

Sinto o cheiro do asfalto molhado mas não preciso correr: apenas eu mesma posso me alcançar.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s