Pensamentos soltos

Tenho horror a perfeição. O perfeito me soa distante, falso, inquebrável.

Sou uma mulher de defeitos. Falo alto, xingo no trânsito, canto mal. Vejo poesia em  músicas que só eu entendo, não vivo sem bacon e não toco violão. Odeio motel, gozo fingido, gemido sem tesão. 

Deixa a bermuda no chão. Deita aqui, me faz cafuné. Assiste um filme trash, conta uma besteira. Me deixa rir de você de novo.  

…eu gosto é do estrago.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s